Quais são os Adoçantes recomendados para Diabéticos?

Quando um paciente descobre que é diabético, a primeira medida a ser tomada é seguir uma dieta saudável e controlada que ajude a perder peso e manter bons níveis de glicose no sangue. Já que ele precisa evitar o açúcar o máximo possível, os adoçantes são um grande aliado nesse caminho. Porém, com tantas opções disponíveis nos mercados e nas farmácias, fica fácil se confundir.

Nem todos os adoçantes são indicados no caso de diabetes e é preciso ter muito cuidado para não comprar errado. Há inclusive produtos que têm açúcar na composição, o que pode ser um grande perigo para as pessoas. Por isso, você precisa aprender a reconhecer o que faz e o que não faz bem para o seu corpo.

tem diabetes?

O que são adoçantes?

qual-adocante-diabetico-pode-tomar

Os adoçantes são produzidos a partir de edulcorantes, substâncias naturais ou artificiais com alta capacidade de adoçar alimentos e bebidas. Os edulcorantes costumam ter dezenas ou centenas de vezes mais poder de adoçar que o açúcar, como é o caso da sacarina, que é 500 vezes mais doce que ele e muito usada na indústria de alimentos e em remédios.

Existem dois tipos de adoçantes. Os adoçantes de mesa são usados para adocicar alimentos e bebidas e contém edulcorantes e açúcar. Por causa disso, não são indicados para diabéticos. Já os adoçantes dietéticos são pensados para que tem dieta com restrição de sacarose, frutose e/ou glicose. Essas três matérias-primas não podem aparecer na sua composição.

No Brasil, antes de serem comercializados, os adoçantes passam pelos testes da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Eles são liberados para o mercado apenas depois de confirmado que seu consumo é seguro para as pessoas.

Quais são os adoçantes?

Sugar on wooden table. Selective focus

 

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre cada adoçante:

Adoçantes naturais

  • Frutose – É extraída das frutas e do mel. A frutose é mais doce que o açúcar e tem muitas calorias. Por elevar os níveis de açúcar no sangue, ela não é indicada para diabéticos.
  • Esteviosídeo – É extraído de uma planta nativa da América do Sul (stevia rebaudiana). Seu sabor é parecido com o do açúcar, ele não tem calorias e não afeta os níveis de açúcar do sangue.
  • Sorbitol – É extraído de algumas frutas, como maçã e ameixa, e de algas marinhas. É calórico e não deve ser consumido por diabéticos. Costuma ser usado em chicletes, balas e biscoitos e tem ação laxativa.

Adoçantes artificiais

  • Aspartame – Seu poder de adoçar é 200 vezes maior do que o do açúcar. Não contém calorias e pode ser consumido por diabéticos, porém algumas pesquisas ligaram seu uso ao surgimento de câncer e Mal de Alzheimer. Como não há comprovação, ele ainda é liberado. Não pode ser ingerido por pessoas que não consegue absorver o aminoácido fenilalanina.
  • Sacarina – É sintetizada a partir do ácido toluenossulfônico, derivado do petróleo. Não contém calorias e pode ser usada por diabéticos, mas deixa um gosto residual amargo e metálico. Tem sódio, então não deve ser consumida por pessoas com hipertensão. Já surgiram pesquisas ligando seu uso ao surgimento de câncer, mas não foram comprovadas.
  • Ciclamato de sódio – Também vem de um derivado do petróleo, o ácido cicloexano sulfâmico. Não possui calorias e pode ser usado por diabéticos, mas não por hipertensos. É usado nos refrigerantes zero e foi proibido em alguns países, como EUA, Japão e França por conta da suspeita de causar câncer e tumores.

tem diabetes?

 

  • Sucralose É extraído da cana de açúcar, mas sofre uma modificação para não ser absorvido pelo organismo humano. Não tem calorias, não causa cáries, não eleva a glicemia e, por isso, pode ser usado por diabéticos, gestantes e hipertensos. Seu gosto é parecido com o do açúcar e ele é usado em alimentos de baixa caloria.
  • Maltodextrina – Muito cuidado com este adoçante se você for diabético! Ele é usado por quem frequenta academias, mas sua fórmula contém açúcares.
  • Acessulfame-K – É um sal de potássio sintético, considerado um adoçante dietético. Não causa cáries e é permitido para portadores de diabetes, mas não para quem tem deficiência renal e precisa limitar a ingestão de potássio.

Consumo moderado

Close up of sugar and sweetener packets

Apesar de permitidos, os adoçantes considerados seguros para diabéticos devem, mesmo assim, ser consumidos com moderação. Os especialistas indicam que eles podem trazer benefícios para a saúde desde que consumidos de acordo com as orientações do FDA (Food and Drug Administration), órgão americano responsável por fiscalizar os alimentos e os remédios. A ingestão diária recomendada é de:

  • 4 a 6 pacotinhos de um grama.
  • 9 a 10 gotas de adoçantes líquidos.

Os adoçantes são testados também em relação à sua segurança durante o aquecimento. Por conta disso, nem todos são indicados para a culinária quente. É importante prestar atenção nisso quando for cozinhar, e nós separamos uma tabela para ajudá-lo:

Adoçante Pode ser aquecido?
Sacarina Sim
Aspartame Não
Acessulfame-K Sim
Sucralose Sim
Estévia Sim
Ciclamato Sim

Apesar de algumas pesquisas já terem indicado que os adoçantes podem causar o aumento de cânceres e outros problemas de saúde, não existe confirmação, e a ANVISA assegura que seu consumo não tem perigo. Dentro dos limites de ingestão diária, não há estudos que indiquem o contrário.

Converse com seu médico

Segundo os especialistas, os melhores adoçantes para os diabéticos são à base de ciclamato, aspartame, sucralose, sacarina, acessulfame-k e esteviosídeo. Porém, caminho mais seguro a seguir sempre é consultar o seu médico. Ele pode indicar quais adoçantes são melhores para você e ajudá-lo na difícil tarefa de entender todas as opções disponíveis.

Além do uso de adoçantes, os portadores de diabetes devem manter uma alimentação saudável, praticar atividade física com regularidade e estar sempre vigilantes no controle da glicemia. Lembre-se, o consumo de adoçantes deve ser moderado, apenas quando for necessário mesmo. E, agora, com todas essas informações, basta ler os rótulos do produto que você vai saber bem o que levar para casa!

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você, se tiver alguma dúvida gostaríamos de te ajudar. Deixe sua dúvida no botão direita da tela.

Quais adoçantes você costuma consumir? Já teve problemas com algum tipo? Conte para nós a sua experiência e compartilhe este artigo para ajudar outras pessoas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *